Arquivo de outubro, 2011

A partir de hoje todos podem realizar as inscrições para o
2º Encontro O que é isso? de Dança, podendo participar de todas as atividades realizadas no evento: mesas-redondas, oficinas/encontros, apresentações e cirandões. 

Os inscritos deverão enviar para o email grupoxdeimprovisacao@gmail.com, os seguintes dados:

Nome Completo
Endereço
Número do RG e CPF
Breve currículo (10 linhas)
Comprovante de depósito/transferência scaneado

Dados para pagamento das inscrições:

R$ 40,00 (profissionais) R$ 20,00 (estudantes)

Banco do Brasil
agência 3457-6
conta corrente 803641-1

Fátima Campos Daltro de Castro

Cirandões

Assim como no ano passado, os participantes inscritos podem participar dos Cirandões, apresentando suas pesquisas e trabalhos teóricos ou práticos. Cada apresentação terá no máximo15 minutos. Para isso é necessário enviar ao email do Grupo X de Improvisação em Dança release, fotos, video ou material que seja possível analisar de maneira mais eficiente a proposta. Serão selecionados 8 trabalhos para os dois dias de Cirandões. Teremos ainda convidados para esta atividade: Ninfa Cunha, Ana Rita Ferraz e o grupo Poética da Diferença/ACCDANA59 – UFBA.

Revista FACED

Estaremos recebendo, também, artigos para a REVISTA FACED. Ano passado tivemos uma parceria muito feliz e por este motivo daremos continuidade à publicação de artigos nesta revista. Confiram a publicação com os artigos selecionados no Encontro de 2010:

http://www.portalseer.ufba.br/index.php/rfaced/issue/view/343

As informações de como os artigos deverão ser enviados para análise, serão divulgadas em breve. As inscrições para publicação dos artigos são gratuitas.

Anúncios
Este ano resolvemos transformar as oficinas no que chamamos de Encontro com… porque compreendemos a importância de aproveitarmos as convidadas de maneira mais efetiva. Então cada uma terá das 09h às 12h para desenvolver suas pesquisas, apresentar seus projetos, seus estudos de forma mais livre. Utilizando exercícios corporais, bate-papos, videos, deslocando-se do ambiente da sala para outros do Espaço Xisto… enfim, tiramos a palavra oficina porque poderia restringir a compreensão da proposta e transformamos em Encontro com: Ana Luiza Reis (Salvador), Carolina Teixeira (Natal), Estela Lapponi (São Paulo) e Carla Vendramin (Porto Alegre).

Os temas desenvolvidos por elas são:

O CORPO NA EDUCAÇÃO (Ana Luiza Reis)
Quando falamos sobre o corpo no processo educativo levamos em consideração a diversidade dos corpos? O corpo foi negado, ignorado em detrimento da super valorização do intelecto e aos poucos suas diferenças foram sendo caladas, silenciadas e sempre que apareciam, apareciam em forma de estranhamento. Refletir sobre a relação do corpo no sistema educacional, historicamente, despertando o pensar sobre possibilidades e propostas para intervenções educacionais, especialmente, nos moldes atuais da educação inclusiva.
Ana Luiza pretende trabalhar sob esta reflexão através do Danceability que é um método de dança, movimento e comunicação não verbal que integra pessoas com e sem deficiência.
CORPO INTRUSO_Zuleika Brit (Estela Lapponi)
O tema Corpo Intruso surgiu quando Estela viveu (2009/2010) por 6 meses na cidade de Macerata, Região de Marche na Itália. Esta vivência abriu seus olhos em relação ao ser imigrante e por consequência ao que não está convidado, ao que está fora de contexto cultural e ao que está em choque cultural.
No Máster em Prática Cênica e Cultura Visual em Madrid deu início à investigação cênica do tema Corpo Intruso e conforme os estudos, workshops e trocas artísticas foram avançando, Lapponi chegou a determinados aspectos do tema que até o presente momento apresenta-se da seguinte maneira:
Tudo o que:
Não está convidado
Está fora de contexto
Não nos damos conta
Te tira do centro Desarticula o cotidiano
Causa atração e temor
É “Feio”
É Fragil
É Estranho
No Entanto pode ser:
Engraçado
Gracioso
E ter certo humor…
ME PERTENCE!
E TUDO ISSO EU CHAMO DE CORPO INTRUSO.
Sincronicidade e conectividade na relação do corpo com o espaço e do corpo com outros corpos (Carla Vendramin)
Os temas sincronicidade e conectividade serão desenvolvidos dentro do estúdio e fora dele. O modo de desenvolver estes temas será através de atividades propostas de movimento, que exploram relações entres corpos e relações do corpo no espaço, criando danças curtas.
As relações de sincronicidade e conectividade entre corpos serão exploradas através de improvisação em dança, com a elaboração de tarefas específicas para o desenvolvimento de improvisação estruturada.
Esta proposta é centrada na pesquisa que Carla Vendramin vem desenvolvendo desde 2003, com projetos do prêmio Vitae de Dança, Live Art Garden Initiative, InVivo Movement Research e Corpo&Ambiente, e instalação coreográfica realizada este ano, em Porto Alegre com as bailarinas Julie Cleves e Mickaella Dantas, o qual recebeu financiamento do FUMPROARTE.
Processos Criativos para o Corpo e(m) Cena (Carolina Teixeira)
Estimular a criação cênica, através de procedimentos corporais individuais e coletivos, na busca de questionamentos sobre as diversas categorizações de corpo na sociedade contemporânea. Destinado aos estudantes de arte, pesquisadores da cena, atores e bailarinos, alunos pessoas com deficiência, onde serão propostas discussões e atividades práticas para o corpo, utilizando-se de técnicas de improvisação, com base na antropologia teatral de preparação de atores e método pré-expressivo, além de técnicas voltadas ao aprofundamento das impossibilidades físicas de movimento e atuação cênica.

25/11
19h
Pequetitas Coisas Entre Nós mesmos (Grupo X de Improvisação em Dança) com audiodescrição
19h :30min
Diálogos Cruzados Fafá Daltro, Lenira Rengel e Estela Lapponi – com tradução em LIBRAS
26/11
09h às 12h
Encontro com Estela Lapponi (O Corpo Intruso)
Encontro com Ana Luiza Reis (O Corpo na Educação)
14h às 16h
Cirandão 1
Convidado: Projeto Poética da Diferença/ACCDANA59 E OS MONITORES DO ACC
17h
Apresentação: As Borboletas (Núcleo VAGAPARA) com audiodescrição
                          
17h:30min
Mesa: Espaços (in)acessíveis (Políticas Públicas) com tradução em LIBRAS
Mediador/debatedor: Carolina Teixeira
Debatedores: Lucas Valentim, Thulio Guzman, Flávia Cintra (virtual), Carla Vendramin, Marília Cavalcante
19h:30min
Apresentação: Intento 3257,5 (Estela Lapponi) com audiodescrição
27/11
09h às 12h
Encontro com Carolina Teixeira (Corpocena, oficina em movimento: percepção e autonomia criativa)
Encontro Carla Vendramin (Sincronicidade e conectividade na relação do corpo com o espaço e do corpo com outros corpos)
14h às 16h
Cirandão 2
Convidada: Ninfa Cunha e Ana Rita Ferraz
17h (PALACETE DAS ARTES RODIN BAHIA)
Apresentação: O Corpo Perturbador (Edu O.) com audiodescrição
17h:40min
Mesa: Discussões que perturbam o corpo (Representatividade midiática) com tradução em LIBRAS
Mediador/debatedor: Estela Lapponi
Debatedores: Edu Oliveira, Clara Trigo, Michel Fernandes (virtual)
Esta semana foi publicado o resultado do Edital Demanda Espontânea, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, confirmando a aprovação do 2º Encontro O que é isso? de Dança.

CONFIRMADÍSSIMO!
De 25 a 27 de Novembro de 2011, acontecerá no Espaço Xisto Bahia, o 2º ENCONTRO O QUE É ISSO? DE DANÇA que tratará de questões relevantes em torno da invisibilidade e representatividade midiática de grupos profissionais de dança com pessoas com deficiência. As discussões girarão em torno de acessibilidade, profissionalização e inserção no mercado de trabalho de artistas/dançarinos com deficiência que não tiveram acesso a informação e formação em dança seja nos ambientes acadêmicos e espaços formais de ensino de dança. A proposta é discutir sobre a criação, elaboração e exposição da dança do (no) corpo do dançarino com deficiência, para entender por que, com tantos grupos de dança circulando em diversos pontos do nosso planeta ainda se encontram nos patamares dos lugares invisíveis e sem representatividade midiática. Trazer essas discussões para o campo da pesquisa artística e acadêmica em dança, especificamente para questionar a invisibilidade das ações no entorno do corpo do dançarino com deficiência, é objeto desse Encontro.

A programação conta com oficinas, debates, cirandões, performances e espetáculos.


Em breve, publicaremos a programação com nomes dos convidados, espetáculos, horários das atividades, valores e prazos de inscrição.


Fiquem ligados! 

Difícil lidar com a insegurança dos prazos apertados, dos resultados de editais, da dependência deles. Mais difícil quando estamos lidando, cotidianamente, com ansiedades, expectativas e desejos latentes, gritando em nós a urgência de uma comunicação, de uma nota, de uma satisfação.

Mas gritar o que? O silêncio? A dúvida? Isso não pode gerar mais insegurança?

Partindo da ideia de que a proposta do Encontro O Que é Isso? de Dança, é realmente um encontro entre pessoas e não mera alegoria para representar uma outra qualidade de iniciativa, acredito estar no momento de colocarmos os acontecimentos na mesa. E já convidar a todos os interessados.

O projeto foi inscrito no Edital Demanda Esponânea da FUNCEB e passou na primeira etapa chamada Habilitação. Agora esperamos o resultado final que deve sair na primeira quinzena de Outubro. Comemoramos muito a Habilitação porque significa ainda estar no jogo, mas estamos apreensivos quanto ao prazo do resultado e de execução do projeto.

A princício idealizamos um Encontro com características maiores do que o do ano passado, inclusive com uma residência artística internacional que começará dia 16/11. O problema é que se o resultado sair no final de Outubro ou início de Novembro, o que faremos? As inscrições serão sacrificadas pelo curto tempo que as pessoas terão para saberem do evento e sobre as atividades programadas.

Uma coisa nós sabemos, as pautas estão garantidas no Espaço Xisto Bahia, mais uma vez parceiro da nossa proposta. O Encontro O Que É Isso? de Dança acontecerá de 25 a 27 de Novembro. Mesmo se a proposta não for aprovada como planejamos, o Encontro acontecerá num formato menor com os convidados e apresentações de espetáculos locais e possíveis convidados de outros Estados.

Insistimos no Encontro porque acreditamos ser importante nos reunirmos e pensarmos O Que É Isso?, refletir como a midia explora as pontencialidades desta Dança, termos um tempo para trocarmos nossas experiências e enriquecermos nossos rerpetórios pessoais. Tanta gente com tanta coisa importante para falar. Tanta gente querendo ouvir. Temos recebido inúmeros emails pedindo informações e confirmações sobre as inscrições. Por enquanto, o que podemos afirmar é que o evento acontecerá, seja no tamanho idealizado, seja num tamanho menor, mas não menos interessante.

Podemos transformar brita em ouro. Esta é a magia de um Encontro.